Close

Hulda Maria Soares de Azevedo Del Papa

Após a morte do fundador, Hulda Maria Soares de Azevedo Del Papa, que dirigia o Instituto, continuou a dirigi-lo até o ano 2000, de forma firme e destemida, tendo sido sempre a grande colaboradora do fundador.

Fatos Importantes

O primeiro Instituto Secular fundado no Brasil e aprovado pela Santa Sé foi o das Servas de Jesus Sacerdote. A coordenadora das Servas de Jesus Sacerdote, Hulda Maria Soares de Azevedo Del Papa, em contato com pessoas que desejavam ver os Institutos Seculares conhecidos, trabalhou pela união dos Institutos no Brasil, tendo em vista objetivos comuns.

Ao participar do Congresso Internacional dos Institutos Seculares, promovido pela Santa Sé, em Roma, 1970, Hulda foi incentivada para organizar a Conferência Nacional dos Institutos Seculares (CNIS) no Brasil pelo Secretário da Sagrada Congregação, Dom Mario Albertini.

Hulda solicitou ao Vaticano a possibilidade de criar no Brasil uma Conferência dos Institutos Seculares, por correspondência enviada em 20/02/1971. O subsecretário da Sagrada Congregação para os Religiosos e para os Institutos Seculares, Monsenhor Verdelli, respondeu aprovando e apoiando a ideia.

O primeiro encontro da Conferência Nacional dos Institutos Seculares (CNIS) brasileira foi em 16 de janeiro de 1972, em Ribeirão Preto-SP, lugar onde morava Hulda Maria (Institutos Seculares – Vocação e Missão, Moema Rodrigues Muricy, São Paulo, Paulus, 2011, páginas: 50,51).

Portanto, no Brasil, os Institutos Seculares articulam-se entre si através da Conferência Nacional dos Institutos Seculares (CNIS) e dos Conselhos Regionais (CRIS). Existem ainda a Conferência dos Institutos Seculares da América Latina (CISAL) e a Conferência Mundial dos Institutos Seculares (CMIS).